quinta-feira, 13 de março de 2014


Em defesa da vida
A partir de hoje, não fique imune. Não passe impune.
Não guarde medo. Não faça segredo. Não se contenha. 
Não se esgote. Não se recuse. Não se finde. 
A partir de hoje, não se limite. Não sacie de uma vez. Não emudeça.
Não fuja. Não se poupe. 
Tudo é vasto, não se abstenha.

Ita Portugal


Não importa!


"Não importa se as coisas não saíram conforme o esperado, você só precisa acreditar que não vale a pena ficar aí parado se entregando ao medo de recomeçar."

Faby Poesias


quarta-feira, 12 de março de 2014

Que o dia de hoje...


Que o dia de hoje desperte a vontade de abraçar os sonhos que há tempos deixamos empoeirar. Que tenhamos coragem de despistar o medo quando a vontade de arriscar fizer cócegas no coração. Que não nos sobre dúvidas e angústias. Que a fé seja renovada a cada passo dado com discernimento e ousadia. Que não nos falte sorrisos e abraços.

Marcely Pieroni Gastaldi


terça-feira, 11 de março de 2014

Eu...


Eu vivo nessa minha bagunça, porque o constante não me atrai! A felicidade não é absoluta. Desconheço o permanente. As oscilações estão cravadas em nós. O tempo oscila. As cores do dia também. Não se exija tanto equilíbrio. Deixe que as horas passem. Deixe que o tal do encaixe venha, só se encarregue de não parar. Acompanhe o tiquetaqueado do relógio e não repita o que te parecer insensato ou estupidez.
E reflita pra que venha o bem. Que venha o amor. Que me traga sorte. Que seja puro. Que seja de muita cor. Que seja... Que permaneça pelo tempo que for, sem dor.
Nada de eterno. Nada de talvez. Que eu me aceite e aceite toda e qualquer brevidade que me fizer sorrir. Que a brevidade dure mais que algumas horas.



segunda-feira, 10 de março de 2014

É claro!


Ah, mas é claro que eu tenho problemas, que eu tenho contas para pagar, que tenho prazos a cumprir, que tenho de acordar cedo, que vez ou outra tenho de enfrentar alguma fila seja no banco ou no supermercado. É, o meu cabelo nem sempre tá bonito como eu quero, a unha quebra, o trânsito enlouquece, o sapato bonito faz bolha no dedinho do pé. Eu também ouço 'nãos', também sou abduzida pelos hormônios da TPM que ou me fazem chorar a toa ou me fazem querer mandar meio mundo a Plutão. Mas olha, você nunca vai me ver sem um sorriso frouxo rabiscado na face. Não, eu não finjo. A verdade é que a vida me ensinou que pra desarmar os imprevistos basta sorrir e perceber a infinidade de coisas boas que as entrelinhas nos contam. Sendo assim, aja para que até o universo conspire a seu favor. Cara amarrada e lamentação não enriquece a vida de ninguém.

Marcely Pieroni Gastaldi

sábado, 4 de janeiro de 2014

Sou feita...


Sou feita de palavras e de silêncios. De risos e lágrimas. De sol e chuva. Sombra e calor. Sou feita de cor e de luz. De escuridão e de abraço. Sou feita de vida e de morte. De bem e mal. De dor e cura. Sou feita de poemas, poesias, contos, poucas rimas, frases soltas. Eu sou solta! Me solto! Me jogo no mundo! Me lanço no tempo, no espaço, no presente e esqueço o passado muito rápido.
Sou feita de amor! De pedacinhos de delicadeza e de retalhos enormes de carinho.
Sou feita de abraço (abraço apertado). Sou feita de beijos (beijos inteiros). Sou feita de sonho. E me realizo em todas as minhas loucuras. Sou sensível, durona. Fico mal humorada e doce no mesmo minuto. E amo sorrir. (Sorrio feito criança que ganha bala.).
Me completo e me divido em mil. Sou faltas e certezas. Sou eu. E amanhã posso mudar de ideia sobre tudo isso!
Sou feita do que eu quiser. Do que eu me deixar ser. E eu me deixo ser mesmo! Me deixo ser tudo, qualquer coisa, até quando EU quiser!

Ana Nunes


quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Voltas da vida!!


Abençoadas sejam todas as voltas que a vida dá, pois numa dessas, a gente esbarra com a rainha, o sábio, o tolo, o rico, o bonito, o feio. A gente esbarra no mundo e percebe que no final do jogo, todos partilham do mesmo vestiário. A peça termina. Os aplausos cessam. A cortina se fecha e tanto o vilão quanto o mocinho dividem o mesmo camarim.

Ita Portugal

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Quem é quem...


Pouco a pouco você vai perdendo o encanto que tem pelas pessoas. Dia após dia, você olha e olha de novo, daí começa a ver quem realmente são. Todo aquele brilho, todo aquela beleza se vai, como a água suja desce no ralo da pia, só então você percebe que o carinho na verdade era um interesse, que os segredos não passavam de embuste, e que o querer bem nunca existiu. Você se percebe apenas como uma companhia para diminuir a solidão, o mesmo tempo que serve para aumentar seu ego desmedido. É, mas a vida passa, o tempo ensina que ninguém é insubstituível. Que tudo na vida é uma questão de ângulo de visão. E hoje eu digo: quem me perde, perde o luxo e o prazer de ter na vida alguém tão ilustre e único como eu. Só digo isso.

Feh Pellegrino

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Eu achava...


Antes eu achava que todo mundo era meu amigo. Um dia, depois de muito sentir um gosto amargo e horrível na boca, descobri que muita gente queria me ferrar. Sim, as pessoas querem (e vão, me desculpa, mas vão) te ferrar. Tem amigo que não suporta te ver feliz. Tem conhecido que não aguenta ver o teu sucesso. Tem amigo que não gosta de ver que o teu relacionamento está dando certo. Tem parente que sente um ciúme trouxa. Tem gente que não sabe o que é gostar. Tem gente que não respeita nada. Acredito no seguinte: o olho das pessoas que gostam de você sempre vai brilhar quando alguma coisa boa te acontece. Se ele não brilha, meu amigo, há algo errado no paraíso.


Clarissa Corrêa.

domingo, 15 de dezembro de 2013

Costurando...



Meus laços são mais firmes que nós apertados, aqueles que se desfizeram por algum motivo, nunca me amarraram, porque sou feito carretel de linha, quanto mais eu giro, mais eu costuro em mim meus afetos, sou feito colcha de retalhos, sou remendada de pessoas coloridas, diferentes e lindas.
Tenho um dedal preparado para alfinetadas, prefiro lidar com sedas mas sei pisar em panos de chão quando preci
so.
Costurei-me de um tecido blindado, mas sei me rasgar quando necessito, conheço todos os meus remendos e costuras tortas, mas jogo fora o que não me serve mais de uso.
Minhas linhas têm cerol e ferem quem tenta me quebrar, porque eu aprendi a costurar meus caminhos desde de cedo.

 Keila Sacavem



Aprendendo a me costurar!!

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Pedras no caminho...


"Uns chamam de "pedra no caminho"; já eu entendo isso como uma resposta da vida, dizendo: - Pausa, respira, reflete melhor sobre as tuas escolhas, pondera. Aprende, moça: a pedra é só uma desculpa que o caminho encontrou de chamar a tua atenção."

Bibiana Benites

Cicatrizes...


"Cicatrizes são sinais de vida vivida, de quedas nos abismos, de riscos corridos por quem não tem vocação para apenas olhar a vida pela janela. "

Aíla Sampaio

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Constante mudança...


"Tudo está em constante mudança. Assim como você não pode se banhar duas vezes no mesmo rio, também não pode se encontrar com a mesma pessoa duas vezes. O mesmo acontece com seus pais, irmãos e amigos. Nada nem ninguém permanece o mesmo. Você mudou, já não é o mesmo. Mas eles também não. Se você se lembrar dessas duas coisas, o amor florescerá. Encontre a outra pessoa sempre como se fosse a primeira vez. Encontre a outra pessoa sempre como se essa fosse a última vez. É de fato assim que as coisas são. Então esse pequeno momento de reunião pode trazer uma grande plenitude."

Osho

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Mais um ano...


"Mais um ano de desafios, aprendizado, desapego, e porque não dizer, mudanças. Um ano para perceber que a regra é clara: Você muda ou a vida muda você; você faz suas regras ou aceita as impostas. Não adianta tentar fugir - Aliás, fugir te coloca na segunda opção. Aprendi que não posso mais rascunhar a vida o tempo todo, que a reciprocidade é um dom que une almas e que viver vai além de acreditar em tudo que se lê e ouve. Arrisque escrever sua própria história, tenha coragem para defender suas verdades, abandone o medo e diga o que sente. Você não sabe o momento em que tudo acaba, então, faça o seu próprio tempo. Se eu tivesse que escolher uma palavra que resumisse tudo, ela seria Gratidão! Gratidão por estar vivo, pela fé, pela família, pelos amigos, pela vida. Gratidão pelas dificuldades, desafios, erros. Gratidão até mesmo por ter perdido, chorado, caído e, por mais contraditório que possa parecer, por ter acreditado - a gente cresce muito mais na dor. A todos que me acompanharam até aqui, obrigado. Aqueles que ficaram pra trás, boa viagem. Aos que observam de longe, boa sorte. Meu maior presente é estar vivo!"

Alexandre Barreto

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Tempo...


"Acredito na lei do retorno. Num mecanismo chamado TEMPO, que coloca tudo e cada coisa em seu devido lugar. Acredito também que nada passe despercebido aos olhares de Deus. Sendo assim, a pior mentira não é aquela que você insiste em contar aos outros, mas aquela que você conta a si mesmo todos os dias, pois é ali que mora a certeza da colheita certa do que um dia foi plantado. Acredito também, tão certo como dois e dois são quatro, que o tempo, de maneira implacável, passa..."

Virgínia Mello

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

O tempo passa mas o bem permanece...


"O tempo passa, tudo muda mas o bem permanece.
O bem é tudo que promove o progresso do espírito, abrindo portas, trazendo luz e desenvolvimento da consciência. Abençoado é aquele que propaga as verdades da vida, plantando a divina semente,plantando a divina fonte que mata a sede, acaba com o sofrimento, abre o caminho da luz. O mundo precisa das mudanças, mas o que é eterno permanece porque já é perfeito, completo e imutável. Portanto, o que muda é o nível humano de conhecimento, os conceitos que pareciam bons mas que a experiência mostrou que eram insuficientes. Não há que temer as mudanças porque elas sempre promovem aquilo que já é. Aceitá-las e estudar o que dizem ao seu espírito é sabedoria.
Não tema a mudança, ela só prova a eternidade."

Milton por Zibia Gasparetto

domingo, 8 de dezembro de 2013

Não vale a pena...


"Não vale mais a pena ficar remoendo feridas. Não vale mais a pena ficar remoendo os amores ou as histórias que não deram certo. Algumas coisas são melhores assim, meio quebradas. Ou então, que a gente não lamente, mas corra atrás do tal prejuízo.
Se eu pudesse eleger um aprendizado nesse ano que se encerra, escolheria o: seja sempre você mesmo. Esse clichê pega a gente de jeito. É preciso muita coragem pra dar a cara à tapa e se mostrar como é. Diferente do que as pessoas esperam, diferente do que as pessoas estão acostumadas a ver." 

Matheus Rocha


sábado, 7 de dezembro de 2013

Agradecida...


"Muitas vezes nesta vida, nós somos o remédio da vida de outras pessoas! Quantas vezes você já curou uma pessoa com o seu abraço, uma visita inesperada, um sorriso, uma palavra, um carinho ou até mesmo, um e-mail enviado? Sua presença alegra a vida das pessoas, é um poderoso remédio contra a tristeza, a depressão, a dor e os sofrimentos da alma. Estar presente, na vida das pessoas que amamos é milagre poderoso, que pode transformar-se em processos de cura absoluta: Eu te agradeço, por fazer parte da minha caixinha de remédios!"

Autor Desconhecido


sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Problemas...


Os problemas, as más experiências, o sofrimento, não devem servir pra te transformar em uma pessoa covarde, medrosa, que se esconde, que constrói em volta paredes, com a falsa ilusão de que estará protegido. Se não deu pra evitar a decepção, a maldade, a mentira, use a seu favor. Todas as "pancadas" que você já levou da vida devem servir para te endurecer. Não te deixando amargo, claro! Te deixando forte, resistente, para suportar as próximas, que com certeza, virão. Aprender com os erros é fundamental. Ajudará, no mínimo, a diminuir estragos. Não se lamente, faça melhor, faça mais, supere e seja grande.

Ana Jácomo

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Muitas vezes...


Muitas vezes as reviravoltas servem para nos sacudir, para nos fazer acordar. Para mostrar que a gente merece mais, muito mais. Não vale a pena se desgastar com ignorância, fofoca e falsidade. Não faz bem para a saúde conviver com mesquinharia. Ambientes carregados não fazem bem para a alma de ninguém. 
Deseje apenas amor e se afaste!!

Clarissa Corrêa

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Aos poucos...


"E assim,aos poucos, ela se esquece dos socos, pontapés, golpes baixos que a vida lhe deu, lhe dará. A moça - que não era Capitu, mas também tem olhos de ressaca - levanta e segue em frente. Não por ser forte, e sim pelo contrário... por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência. E ama, sabendo que vai chorar muitas vezes ainda. Afinal, foi chorando que ela, você e todos os outros, vieram ao mundo."

Caio Fernando Abreu.

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Falandoooo...


"Falam de tudo... 
Da moral, do comportamento, dos sentimentos, das reações, dos medos, das imperfeições, dos erros, das criancices, ranzinzices chatices, mesmices, grandezas, feitos, espantos.... 
Sobretudo falam do comportamento e falam porque supõem saber... 
Mas não sabem, porque jamais foram capazes de sentir como o outro sente... 
Se sentissem não falariam!"

Nelson Rodrigues

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Renuncia...


Renunciar a algo que amamos muito e que desejamos com toda a força do coração é uma das decisões mais cruéis de se tomar que conheço. Porque a perda equivale a uma morte dupla: morrer para alguém e matar a pessoa na gente. É como se sobrasse por dentro apenas um casarão vazio com um jardim morto. E, de repente, tudo tão subitamente anoitecido sem previsões de dia novo. É um caminhar lento e arrastado numa espera sombria de que as horas passem e o tempo leve essa febre alta sem medicação possível. É preciso que haja tanta paciência e firmeza por dentro pra não entrar em desespero, que a sensação que se tem é de estar meio fora do ar, com tanto esforço. E até chorar fica difícil, teme-se que nunca mais o choro cesse.
Há muitas perdas quando se termina algo que não se queria ter terminado: muda-se a autoimagem, alegrias ficam suspensas, sonhos desaparecem por um tempo e nenhuma cor na paisagem. O cotidiano fica obscurecido por aquela lacuna aberta no meio do que era a parte mais interessante dos dias.
Com o tempo, você analisa que abrir mão de algo muito importante, só se faz quando se tem um motivo maior que esse algo: seja um propósito, uma crença, um valor íntimo, uma obstinação qualquer que te oriente para essa escolha que já se sabia tão dolorosa. É um sacrifico voluntário por algo mais pleno, mais grandioso em Beleza. E, nestas análises, você descobre outras perdas que são positivas: perde-se também a ansiedade, a insegurança e a ilusão. E você aprende a recomeçar agradecendo por vitórias tão pequenininhas...
Como quando é noite e antes de dormir você se enche de gratidão:
“Deus, obrigada, porque é noite e eu tenho o sono... Que venha um sonho novo, então.”

Marla de Queiroz

domingo, 1 de dezembro de 2013

O tempo...


"O tempo pode ser nosso maior aliado ou nosso pior inimigo. Nele está garantido o resultado de todas as lições. Só ele conseguirá apurar nossos olhos para enxergarmos o lado bom das coisas ruins. Nele ficarão gravadas todas as lacunas de nossa trajetória, assim como as nossas menores palavras e os nossos maiores silêncios. Apenas ele nos curará de todas as mágoas e responderá todos os nossos por quês. Mas é preciso estar atento, pois nesse exato momento ele se esvai... Nenhum minuto voltará atrás. Nenhum segundo perdido lhe chegará às mãos. A responsabilidade ou a impenitência do dia de hoje pode e será sempre o nosso maior bem ou remorso do dia de amanhã. O tempo, esse amigo, não para para que você conserte, não diminui o passo para que você ajeite, ele não para... e não falha."

Virgínia Mello

sábado, 30 de novembro de 2013

Me estabilizar!


Eu tenho essa mania linda de viver intensamente; 
O que me faz feliz transborda no peito, aquieta a alma, faz o coração rodopiar sem parar. 
Em contra partida, o que me dói, corrói o juízo, queima a razão e dilacera o coração. 
Talvez um tanto exagerado eu sei, mas quando dói, a vida se parte ao meio e de um extremo ao outro eu só torço para me estabilizar outra vez. 

Marcely Pieroni Gastaldi 

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Relacionamento...


"Relacionamento não é só prazer. Não é só festa, viagem, risada, diversão, brinde, sexo, beijo, cumplicidade. Relacionamento tem fase chata, de vez em quando tem briga, discussão, chatices, rotina, implicâncias, ciúme, bate boca. A gente tem que lidar, conviver e amar uma pessoa que veio de outra família, outro mundo, tem outra crianção, outros costumes, outros pensamentos, outro jeito de viver. Você tem que aceitar aquela pessoa como ela é, e isso dá muito trabalho. O amor é lindo sim, e ele é a maior recompensa para quem não tem medo de enfrentar os próprios medos e os medos dos outros. É querer estar com a pessoa independente de qualquer coisa ou situação. Pelo simples fato de estar junto." 

Pedro Bial

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

A grande verdade...


A verdade é que eu sempre quis adotar um coração. A minha vida toda eu lutei por isso. Eu queria algum peito carente, um corpo desejoso de afagos, um ser que buscasse abrigo pra que eu pudesse dar a ele tudo que eu sempre quis, mas nunca achei quem fosse capaz de me dar.
Nunca gostei dos corações sadios e felizes. Sempre preferi a dependência que os sofredores tinham . Era quase uma doença. Uma doença que me fazia procurar sempre os que mais precisavam de mim, só por isso. Só pelo fato de que eles precisariam de mim e ao contrário dos corações pulsantes, não iriam embora.
Sempre gostei da ideia de acolher, de abraçar, de proteger, de dar carinho, atenção, de cuidar das feridas e tornar forte de novo. Sempre quis isso pra mim. Sempre quis isso por mim!
E quando finalmente encontro, me tiram!

Matheus Rocha

Tudo passa...


"Que cada dia mais o olhar seja para dentro, permitindo leituras mais reais sobre quem realmente somos e o que buscamos. 
Que nosso corpo, nossa mente e coração ocupem um mesmo lugar, num mesmo momento e permaneçam sempre próximos. Que nossas percepções sejam mais aguçadas quanto aos nossos sentimentos, felicidades e sofrimentos e que nós saibamos vivê-los à real proporção, lembrando sempre que "tudo passa", inclusive nossa própria vida nesse mundo."

Roberta Gomes

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Palavras...



Palavras salvam, mas também nos deixam vulneráveis. Tudo o que falamos entra pelos ouvidos alheios e é retido numa espécie de caixa-forte que será reaberta na hora em que considerarem por bem nos culpar de alguma coisa.


Wedding Tickers

Codependencia...


Não preciso migalhar atenção quando invisto na minha vida, me trato como devo ser tratada e não me submeto ao que não me nutre. Eu me comprometo comigo diariamente, e esta é a relação mais especial que eu poderia construir. O que não recebo do Outro, porque ele não pode me dar ou porque não quer, é natural e compreensível. Cada um precisa crescer para si mesmo e eu escolho estar inteira com pessoas inteiras. Não preciso migalhar o que faço próspero em mim. Esperar que me deem o que necessito é insultuoso e egoísta: seria como procurar atalhos e não querer perder nenhum nuance de paisagem da estrada inteira. Seria não querer caminhar, mas ser carregada no colo e não parecer um peso. Não preciso estar onde não encontro algum conforto, alguma paz. Não preciso manipular sentimentos para despertar no Outro culpa ou responsabilidades que são minhas. Eu posso me fazer feliz e compartilhar esta felicidade com um parceiro, mas não posso cobrar dele o meu bem-estar: isto não é troca, é codependência. 

Marla de Queiroz

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Livrai-me...


"Livrai-me de toda amargura, dessa ferrugem que embaça nossos sonhos e limita a abertura dos sorrisos. Livrai-me da angustia que sufoca a alma, da tristeza que apaga o olhar e do medo que me impede de caminhar em novas direções. Mas principalmente, livrai-me de qualquer rancor e do egoísmo que me impede de olhar para as necessidades do meu próximo como se fossem as minhas."

Erick Tozzo

Vídeos Favoritos

Loading...

Personare

Seguidores